€17,00   Papel €3,00   Ebook

Últimos no Leste de Angola

Sinopse

Este livro reúne as minhas memórias pessoais do período da “tropa”, que considero ter-se iniciado em Janeiro de 1973, quando “dei o nome” para a dita e vai até Outubro de 1975, quando desembarquei em Lisboa, vindo de Angola. Obviamente todas estas memórias são enquadradas pelos acontecimentos sócio-políticos da altura, uma vez que não é todos os dias que a nossa vida se cruza com a História do País.

Mas o tema central do livro é o da “comissão de serviço” do Batalhão de Artilharia 6221/74, a que pertenci, nos cerca de cinco meses que esteve em Angola, de Maio a Outubro de 1975. Com a independência daquela colónia marcada para 11 de Novembro, este foi o período do recrudescimento da guerra civil pelo poder entre os Movimentos de Libertação, causando o pânico nos habitantes brancos do território, desesperadamente em fuga para Portugal. Foi a época da chamada “ponte aérea” que, de Angola transportou cerca de 350 mil “retornados”.

O facto mais marcante dessa “comissão” foi, sem dúvida, a viagem de retirada, entre as cidades do Luso e de Nova Lisboa. Esta viagem foi marcada, pela quantidade de civis em fuga do Luso que seguiram à nossa guarda, condicionando sobremaneira essa mesma “guarda”. Mas também pelo assalto das forças da UNITA, para o roubo das armas e munições que transportávamos no comboio, devido ao seu confronto emergente como MPLA. Por esta ocorrência, traumatizante para muitos dos militares do Batalhão, fomos estupidamente apodados e referenciados na imprensa portuguesa da altura e mais tarde na internet, como “Batalhão do pé descalço”. A origem deste apôdo consta no anexo final deste livro.

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.