€20,00   Papel

Olhar a Urbe

Sinopse

A urbe de todos nós
Se olharmos atentamente para uma cidade, súbita e inesperadamente podemos aperceber-nos de como ela se assemelha a um organismo vivo, com o mesmo pulsar, com os mesmos ritmos e com a mesma lógica sistémica existente no corpo das pessoas que a criaram. Numa analogia quase perfeita, os edifícios funcionam como órgãos com diferentes papéis, as estradas como artérias, as ruas como veias e os transeuntes como nutrientes que fazem funcionar todo o organismo.
A urbe torna-se ainda mais orgânica e humana à medida que concentramos o nosso olhar em cada bairro, rua ou casa, onde podemos descobrir múltiplos e apaixonantes microcosmos. Todavia, como fazer uma pausa num organismo imparável? Como ter tempo para apreciar aquilo que todos os dias nos passa diante dos olhos, sem que tenhamos oportunidade de ver e, ainda menos, de observar?
A resposta surge sob a forma de um livro – aquele que tem entre mãos. Através dele, da magia da fotografia e do olhar singular de dezenas de fotógrafos, é possível testemunhar momentos únicos, fragmentos da vida de todos nós, das cidades onde vivemos. Em cada imagem sente-se que, tal como uma pessoa, a cidade tem uma História passada, presente e futura.
Na urbe, assim como nas nossas vidas, existe o amor e o ódio, a esperança e o desespero, o sucesso e o insucesso, a generosidade e a avareza, a justiça e a impunidade – tudo emoldurado por linhas arquitectónicas, banhadas por um jogo único de iluminação artificial e natural. A ausência da cor faz com que as distracções sejam anuladas, privilegiando as formas e a mensagem, para que se possa sentir um olhar genuíno sobre a urbe e ter uma experiência sensorial única.
Assim, com a mesma calma com que a chama de uma vela arde, redescubra e aprecie a real natureza das cidades e das pessoas que nelas vivem. Apesar de mais de metade da população mundial viver nestes pólos de civilização, inclusive a maioria dos que desfrutarão deste livro, raras são as pessoas que conhecem a sua verdadeira riqueza. No entanto, a partir do momento em que vire uma e outra página, passará a fazer parte da excepção, tornando-se tão especial como as imagens que observará.
Joel Santos
Fotógrafo profissional
Director da revista “O Mundo da Fotografia Digital”

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.