€11,00   Papel

Do Caos - a depressão em fragmentos

Sinopse

Apoiou as mãos na pia. Olheiras e o reflexo. Número sete. Tarja preta. Respirou fundo. Não queria morrer, apenas acabar com a dor que parecia esmagar o peito. Angústia de dias. Solidão e lágrimas que não se desgrudavam e já eram convidadas sem qualquer educação. Olhou mais uma vez para o espelho. Vermelhos. Sem fim. Joelhos no chão. Dorso pendente. Piso claro molhado. Olhos fechados e a serenidade da escuridão.
O silêncio e um melódico ressonar embriagavam o apartamento. Apenas. Nada se mexia. Nem as plantas ousavam piscar os olhos. Porta aberta. E os gritos subitamente romperam o silêncio e pararam diante do ressonar. Pausa que durou a eternidade de todos os sóis. Lágrimas desesperadas tentavam mexer o corpo. Tentavam. Mais gritos. Respiração profunda e olhos arregalados. Mais uma vez a serenidade da escuridão. Pernas em movimento e nada se achava. As agendas haviam sumido, as canetas evaporado, a voz embargara. Enfim, à procura da salvação, do olhar dele, da palavra não dita.

Pablo Pereira

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.