€9,00   Papel

Diário Quase Nunca Escrito

Sinopse

É um livro que fala do silêncio, da morte, do desejo, da crítica social e do quotidiano.
Existem histórias e também estórias que entrecruzam-se com pensamentos dispersos, ora com sentido real ora com sentido figurativo, existindo sempre um objetivo crítico a demonstrar curiosas situações, eufemismos e caracterizações.
Sendo que diariamente escreve-se também no pensar, surgem lineares momentos que não necessitam de ser escritos. Porque os temas diários levam a que se Escreva, quase nunca, mas estão sempre ligados nas alturas em que se escreve, porque as emoções não se esgotam nas pausas que o autor decide fazer.

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.