Miki2 Enkus Flautter

MikiEnkus Flautter é o primeiro filho de um casal que, por vergonha, prefere manter o anonimato pois uma coisa é ter um filho que diz umas larachas e baboseiras em privado e outra, bem diferente, é vê-las escritas em livro. O certo é que tais seres, maravilhados pela sua beleza e demais plúrimas e vastas qualidades, entre as quais algumas, estiveram na tentação de não mais se reproduzir pois bem tinham a consciência que já haviam alcançado a essência da excelência e perfeição máxima. Como o não fizeram, logo se arrependeram assim que a sua irmã nasceu, sendo comprovativo de tal evidência científica o facto de terem fechado a fábrica, em sinal da manifesta regressão e protesto… Sabe-se lá como seria o terceiro filho!

Este vosso autor é assim uma espécie de messias mas sem qualquer grandiosidade ou capacidade milagreira, não sendo sócio de nenhum dos clubes grandes nem militante de qualquer partido, reunindo todos os ingredientes para compor o doce cocktail de agradar a toda a gente. Todavia, ironias do destino, o certo é que tem a particularidade de não agradar a ninguém. A sua história de vida tem como argumento a espera interminável pela sua musa/ninfa que em sonhos lhe apareceu, mas como não dormia com os óculos não lhe conseguiu ver bem o rosto e tem, agora, manifestas dificuldades em encontrá-la… Lá diz um amigo, sardinha que o gato levou já não volta à frigideira!

Anseia por alcançar a imortalidade não pelos grandes feitos terrenos a que aspire, mas sim pela via da eternidade terráquea, ou seja, não falecendo. Para isso muito contribuirá a declaração da sua povoação como República soberana e na qual a moeda de uso corrente será a carica de cerveza média pois a de mini valerá 100 vezes menos. Assim, a cada um ficará fácil fazer dinheiro pois bastará pagar uma rodada sem ter o conveniente de fazer concorrência desleal ao BCE!

Este é o segundo livro que escreve, seguindo-se ao clássico imortal amor.com@humor (se pega), que será um dia alvo de avaliação de conhecimentos no exame de geografia do 12º ano. Eventualmente não será o último mas para isso terá o leitor de contribuir, não o comprando (repete-se, não o adquirindo seja por que título for, mesmo que o queiram dar em troca de uma nota de dez euros!) pois tratando-se de um sucesso imediato, então aí refreará os cavalos e não mais escreverá por a glória estar alcançada!

O Ieitor poderá ter a tentação de um dia, em que lhe calhe em sorte encontrar o autor na rua (ou em sua casa, vá!), lhe dizer que ele não tem dom ou talento algum, que nunca ganhará um Óscar, que é um bocejo pegado do início ao fim do livro e que até um miúdo da primária escreveria melhor que ele. Tal poderá suceder, mas nesse dia então ser-lhe-á respondido, por esta criatura que o adora e nesse estilo jovial e jingão do autor, que ele de si tem uma opinião diametralmente oposta, na medida em que o acha um leitor funtástico e hispectacoolar, com imensa sabedoria bem como uma inteligência a todos os títulos notável. Mas... podemos estar ambos errados!

Em suma, é este autor muito mais que uma simples cara vnyta a encimar um body esbelto e sexy, tendo por missão na terra disseminar charme, irradiar beleza e desembargar encanto sexual, tarefa a que se vem ininterruptamente dedicando desde Fevereiro de 1981 (data da pseudo concepção)!

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.