Fernando Franco

Nasci em Lisboa, há 46 anos, mas renasci em Coimbra cinco anos depois. Foi nesta cidade que cresci e me tornei pessoa e é nela que passeio ainda os meus olhos de criança, com os quais nunca quis deixar de ver o mundo.

Foi também em Coimbra que me licenciei em Psicologia e que, posteriormente estudei Psicanálise. Acredito que um incontornável acto de egoísmo me levou a interessar por essas disciplinas, o que, de resto, creio não ser incomum nestas áreas.

É também esse egoísmo introspetivo, embora creia que não só, que me faz, desde sempre, trabalhar para os menores e suas famílias, tentando retribuir-lhes com dedicação, da melhor forma que encontro como possível, a redenção que encontrei nesse trabalho.

Entretanto, onde sou mais feliz, é nos lugares do que vou criando, em cada escultura, de cada vez que pinto e desenho, ou sempre que escrevo.

Acredito que a forma como comunicamos; as manifestações com que nos partilhamos com os outros e o mundo, nas quais se encontra o que escrevemos e o demais que de criativo fazemos, integra o que de mais genuíno e elementar constitui o ser humano.

O que sinto, o que penso, o que faço e o que sou, são, a meu ver, realidades indissociáveis e quase redutíveis a uma expressão, simples e fundamental, da minha conceção do amor.

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.