Antonio Romeu Damas

Antonio Romeu Damas nasceu no ano de 1975, no dia 16 de junho.  A sua cidade natal é Morro Agudo de Goiás, situado na região do Vale do São Patrício. É também conhecido como “Cruzelândia”. Viveu nesta cidade até os seus 3 anos de idade e ainda criança foi vitimado por vários tipos de doenças, entre as mais graves tifo, meningite por duas vezes e malária. Mudou com sua família para a cidade vizinha, Araguapaz no dia  7 de janeiro de 1978. Já em Araguapaz, aos seus 5 anos de idade sofreu ele juntamente com sua família a perca de seu pai: “Alipio Francisco Damas”, vitima de problemas cardíacos. Iniciou os estudos primários aos seus 8 anos e aos dez anos depois resolveu se mudar para Goiânia,  capital do Estado de Goiás. Seu primeiro emprego foi assistente de pedreiro (mais conhecido como servente de obra) na empresa Santa Casa de Misericórdia de Goiânia. Nesta empresa trabalhou até o ano de 2000, quando por força vocacional se mudou para o Seminário Redentorista Pe. Pelágio na cidade de Trindade, Goiás. Em Trindade conclui o ensino médio no ano de 2002, neste ano foi aprovado no vestibular da UCG (hoje PUC) para a Faculdade de Filosofia, tendo estudado também no IFITEG (Instituto de Filosofia e Teologia do Estado de Goiás). Ainda na Congregação do Santíssimo Redentor como seminarista ele, juntamente com outros confrades, fundou a Comunidade Católica Nossa Senhora das Graças, no setor Mariápolis-Trindade. Em 2004 conclui o seu curso de Filosofia  e entrou para o Noviciado da Congregação do Santíssimo Redentor- Seminário Mãe do Perpetuo Socorro. Em meados do ano de 2005 teve que interromper os seus estudos como noviço  redentorista e voltou para o seu antigo lar, nos braços de sua família. Nos anos seguintes, voltou para o mercado de trabalho, mas sempre prestativo em seus estudos de filosofia, estudos estes que o enriqueceu; no ano de 2017 juntamente com o professor Fabien Schang dão inicio ao grupo de estudo e pesquisa política: “Esquerda? Direita?” no Campos Samambaia da Universidade Federal de Goiás (UFG).  Agora além de poeta é também filosofo, pesquisador político, escreve ele com base filosófica pesquisas relacionada à política como Socicap, Amor e Ódio e a Origem do Bem e do Mal, Vidas Importam!, O Choro da Poesia, Brega Linda e outros de natureza filosófica e literária.

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.